Arquivo para maio, 2010

O Literatura em Debate desta semana será realizado excepcionalmente na sexta-feira, em virtude da agenda do Professor Osvaldo Arthur, que será o mediador do tema deste encontro, e participa desta edição numa gentileza da Editora L&PM. A obra: Memórias Póstumas de Brás Cubas é uma leitura indicada para o Vestibular da UFRGS de 2011, e também está na lista de livros trabalhados pela Professora de Literatura  Ana Cristina da 2ª EM.

O narrador-protagonista do livro é um homem oriundo da elite brasileira do século XIX, que nunca trabalhou e nada criou ao longo da vida. Uma vez morto, ele decide repassar a própria existência. Com sua voz saída da morte, Brás Cubas não poupa nada nem ninguém do seu olhar deliciosamente irônico. Provo­cativo, inteligente ao mais alto grau e hilariante, Memórias pós­tu­mas – romance que colocou a literatura brasileira no patamar das maiores do mundo – também revela, como poucas obras, as mais obscuras engrenagens da sociedade brasileira.

Em Memórias póstumas de Brás Cubas, Machado de Assis constrói na figura de um “defunto-autor” e não um “autor-defunto” – como bem se define o próprio Brás Cubas –, o motivo central de sua crítica à sociedade, pois estando distanciado do mundo dos vivos, o morto Brás Cubas destrói, a partir de suas relações socias, a sociedade do Brasil do século XIX, com seus vícios, seu parasitismo e suas mesquinharias.

Anúncios

Bate-papo com Ricardo Azevedo

O autor Ricardo Azevedo fará um bate-papo com os alunos da 4ª série no dia 31 de maio (segunda-feira).

O encontro será na Biblioteca infantil nos seguintes horários:

10h20min – T: 41

11h10min – T: 42

13h30min – T: 43 e 44

14h20min – T: 45

Os alunos irão trabalhar a obra: No meio da noite escura tem um pé de maravilha, da Editora Ática.

Este belo livro reúne dez contos folclóricos que circulam em nosso país, recontados e ilustrados por Ricardo Azevedo. Como quem conta “causos” ao pé do fogo ou na cozinha de uma casa brasileira, em volta da mesa e tomando café, as histórias são narradas em linguagem coloquial, próxima ao leitor.

O autor:

Ricardo Azevedo, escritor e ilustrador paulista nascido em 1949, é autor de mais cem livros para crianças e jovens, entre eles Um homem no sótão (Ática), Lúcio vira bicho (Cia. das Letras), Aula de carnaval e outros poemas (Ática), A hora do cachorro louco (Ática), Livro dos pontos de vista (Ática), Armazém do Folclore (Ática), Histórias de bobos, bocós, burraldos e paspalhões (Projeto), O livro das palavras (Ed. do Brasil), Trezentos parafusos a menos (Companhia das Letrinhas), O sábio ao contrário (Ed. Brasil), Contos de enganar a morte (Ática), Chega de saudade (Moderna), Contos de espanto e alumbramento (Scipione), O peixe que podia cantar (Edições SM), Ninguém sabe o que é um poema (Ática) e Feito bala perdida e outros poemas (Ática). Ganhou várias vezes o prêmio Jabuti, o APCA e outros. Tem livros publicados na Alemanha, Portugal, México, França e Holanda. Bacharel em Comunicação Visual pela Faculdade de Artes Plásticas da Fundação Armando Álvares Penteado e doutor em Teoria Literária pela Universidade de São Paulo. Pesquisador na área de cultura popular. Professor convidado em cursos de especialização em Arte-Educação e Literatura. Tem dado palestras e escrito artigos, publicados em livros e revistas, abordando problemas do uso da literatura de ficção na escola.

Fonte: http://www.ricardoazevedo.com.br/biografia.htm

Ricardo Azevedo esteve na escola em 2002, para um bate-papo com as 4ª séries daquele ano.

A foto abaixo foi tirada durante o encontro.

Bate-papo com Ana Luíza Azevedo

Ana Luíza Azevedo é a Diretora do filme Antes que o mundo acabe, baseado na obra homônima de Marcelo Carneiro da Cunha, e no dia 02 de junho (quarta-feira) estará na escola para um bate-papo com os alunos da 7ª EF.

A obra foi trabalhada no início do 1º Trimestre pelos alunos desta série.

Os encontros acontecerão no Salão de Atos nos seguintes horários:

10h20min – Turmas 71, 72, 73 e 74

16h20min – Turmas 75 e 76